a

LYS é o seu espaço de acolhimento e conexão com a sua essência, o seu brilho interior, os seus sonhos e fantasias, sem limites…

+351 968 349 118
info@lys-lightyoursoul.com

banner blog

Blog

Enquadramento LYS

O objectivo dos artigos sobre os Óleos Essenciais na LYS não é referir tudo aquilo que já está disponível e formatado na net para leitura. Nem descrever todas as propriedades e todos os efeitos terapêuticos. Esta informação está contida em qualquer leitura fidedigna sobre esta matéria e cujas referências de especialistas certificados no assunto indico no final para que possam aprofundar o tema.

Quando iniciamos o estudo e pesquisa em Aromaterapia somos confrontados com uma imensidão de informação que muitas vezes atrapalha mais do que ajuda. E, a certa altura, pode mesmo desmotivar-nos no conhecimento desta terapia.

 

O objectivo essencial da LYS é abordar o tema de uma forma mais pessoal e directa, referenciando questões específicas e aplicações práticas, falar através da experiência e em consonância com a formação certificada obtida.

 

 

ÓLEO ESSENCIAL DE BERGAMOTA (Citrus Bergamia)

O Óleo Essencial de Bergamota será o primeiro de muitos óleos essenciais a ter o seu destaque mensal.

Este é um óleo que para mim é muito especial. Foi um dos primeiros óleos que comprei e que desde logo me fez ficar rendida à aromaterapia. Comecei por inalá-lo várias vezes ao dia, registando frequentemente as alterações físicas e emocionais. E à medida que o tempo foi passando, fui ficando cada vez mais deliciada com o seu potencial terapêutico. É um óleo magnífico para várias questões, nomeadamente de foro emocional, digestivo, nervoso,…

Bergamota é uma fruta cítrica e, como todos os cítricos, está ligada à energia do Sol, à nossa vitalidade, à luz que irradiamos quando nos sentimos plenos, positivos e confiantes.

Acabamos de iniciar a estação do Verão e, por isso, é o óleo perfeito para abordarmos nesta altura do ano.

 

OE Bergamota

fonte: canva images

Família Botância: Rutaceae

Perfil Bioquímico: Acetato de linalila, Limoneno, Linalol

Parte extraída: Casca do fruto

Método de Extracção: Por pressão a frio

Aroma: cítrico e fresco

Origem: Europa (principalmente na Itália,…)

Outros detalhes aqui.

 

 

A abordagem da LYS ao tema dos óleos essenciais será muito orientada para os seus fins terapêuticos. E, para entender na realidade as suas propriedades, devemos saber quais os quimiotipos principais constantes em cada garrafinha de líquido e o que se espera e sabe da sua actuação.

No caso da Bergamota, esta é constituída por centenas de componentes, dos quais destacamos os principais:

 

AcResultado de imagem para acetato de linaliletato de linalila (normalmente >25%): antioxidante, analgésico, sedativo, antibacteriano, anti-inflamatório, anti-espasmódico, antinociceptivo, antitumoral, antiulcerogenico, imuno-estimulante, vasorelaxante.

 

Linalol (normalmente > 5%): calmante, anti-fúngico, anti-vírus, antimicróbios respiratórios, anticonvulsivo, reduz a pressão arterial, sedativo, analgésivo, antibacteriano, anti-inflamatório, anti-espasmódico, antinociceptivo.

 

             Limoneno (normalmente > 30%): analgésico, antioxidante, hepatoprotector, anti-inflamatório, anti-espasmódico, carminativo, antinociceptivo, antibacteriano, ansiolítico, imunoestimulante, vasorelaxante,…

 

 

Através da identificação dos seus compostos químicos e propriedades terapêuticas conseguimos ficar rapidamente com uma ideia geral dos benefícios do OE de Bergamota. No entanto, os estudos e pesquisas científicas continuam a decorrer e ainda há muito para comprovar segundo os parâmetros da ciência.

Alguns dos estudos e leituras importantes sobre os efeitos referenciados encontram-se para consulta:

 

Da experiência prática da LYS no uso deste óleo e pelo que me foi transmitido das fontes mais fidedignas e experientes em que confio, pretendo desenvolver a temática à luz do seguinte:

ÓLEO ESSENCIAL DE BERGAMOTA BIO – FLORAME

 

O OE de Bergamota apresenta-se com um excelente antidepressivo, com efeitos positivos no sistema reprodutor feminino (redução do fluxo menstrual), frequência cardíaca e eficácia como antipirético.

 

 

 

Inicialmente, com tanta informação disponível sobre cada OE, tive de mentalmente esquematizar o conhecimento e aprender a segregar as fontes. E, essencialmente, experienciar cada óleo. Rapidamente aprendi a direccionar directamente determinados óleos para determinadas patologias/questões.

 

As seguintes propriedades terapêuticas são aquelas que associo directamente ao OE de Bergamota.

  • Antidepressivo: são muitos os óleos essenciais que mencionam esta propriedade terapêutica, tais como o OE de Lavanda, o OE de Toranja, o OE Sálvia Sclarea,.. No entanto, cada OE tem uma especificidade referente à depressão e, por isso, apesar de todos ajudarem, poderão não ter a mesma eficiência de efeito em 2 pessoas com o mesmo diagnóstico de depressão.

Porquê?

Sem entrar em detalhes sobre a descrição científica da patologia (não faz parte do âmbito da LYS), sabemos de senso-comum que a depressão não é vivida da mesma forma por todos, nem sequer tem necessariamente de ter a mesma origem emocional. No caso do OE da Bergamota, este irá actuar sobre a emoção da raiva que está na causa primária da depressão, ajudando a libertar-se emocionalmente da mesma.

A emoção da raiva reprimida está associada ao fígado e vesícula, podendo o OE da Bergamota ter um papel auxiliador no controlo dos ácidos biliares e, desta forma, na harmonização do fluxo desta emoção no corpo. Também o papel na regulação dos neurotransmissores que coordenam a dopamina e serotonina serão bastante importantes para ajudar a eliminar os sintomas de irritabilidade do corpo.

 

  • Antipirético: tem a função de baixar a febre. É excelente para aplicar em massagens ou banhos para este efeito.

 

  • Arritmias: verifiquei uma redução significativa da frequência com que sentia arritmias ao longo do dia com a inalação do OE Bergamota. Foi surpreendente.

 

  • Sistema Reprodutor Feminino: ajuda a reduzir o fluxo menstrual, em doenças do foro ginecológico e desregulações hormonais. Para quem sofre de menorragia (hemorragia menstrual excessiva não associada a qualquer patologia grave), este óleo tem tido resultados fantásticos simplesmente através da sua inalação. Pela minha experiência pessoal e de muitas mais colegas, posso atestar a sua eficácia.

 

  • Outras indicações importantes de salientar: ajuda em questões dermatológicas, como problemas de acne e oleosidade da pele; ajuda em problemas digestivos; é um excelente antibacteriano para uso em desodorizantes (é um dos óleos que utilizo na fórmula para este efeito) e é um eficaz anti-espasmódico relaxando o músculo (por exemplo, no caso do síndrome de pernas inquietas cujos efeitos já testei e fiquei surpreendida).

 

Para que não fique muito extensa a informação num único artigo, esta é a 1ª parte da informação LYS referente ao OE de Bergamota. Durante o mês de Julho este óleo estará em destaque (quer em informação, quer em promoção do produto) e será disponibilizada a 2ª parte e continuação deste post.

Muito importante deixar já referido neste post como precaução:

  1. Fotossenssível, isto é, por possuir na sua composição furanocumarinas (bergapteno e bergamotina) que aumentam a sensibilidade da pele aos raios UV, é um óleo que não deve ser utilizado topicamente antes da exposição solar (aguardar pelo menos 12-18 horas) sob o risco de escurecer a pele;
  2. Deve ser diluído sempre que colocado via tópica;
  3. Atenção à oxidação deste óleo!

 

Relembro que este óleo essencial encontra-se em promoção este mês na secção de produtos Aromaterapia da LYS aqui. Apesar de estarmos no Verão e a exposição solar prolongada na praia ou esplanadas ser uma das actividades de lazer, é um óleo que pode ser utilizado numa % pequena de diluição topicamente. E o seu risco é essencialmente quando a pele está destapada muito tempo sob os raios do sol. Na inalação, não há qualquer risco.

Qualquer esclarecimento adicional, entre em contacto.

 

 

Nota importante:

Numa altura em que o uso dos Óleos Essenciais parece ser recomendada por muitos consultores de diferentes marcas, ainda que sem a formação adequada em Aromaterapia, é importante referir que apesar de ser um método terapêutico natural, os óleos essenciais apresentam na sua constituição diversos componentes químicos que interagem com o ser humano de diversas formas. O seu uso incorrecto pode sim causar danos. 

Nada do exposto nos artigos invalida uma consulta personalizada com um Aromaterapeuta Certificado.

 

 

 

Fontes:

https://www.sciencedirect.com/topics/agricultural-and-biological-sciences/citrus-aurantium

Tisserand, Robert and Rodney Young. A Guide for healthcare professionals.

Worwood, Valerie Ann. The Complete Book of Essential Oils and Aromatherapy.

Costa, Dra. Raquel. Manual de Aromaterapia Biológica I.

Comments

Leave a Comment: